07/12/2019

Voltei de última hora e trazendo a festa para você!

Voltei, turminha do barulho! E conto tudo o que aprontei nesses últimos... 4 ANOS?? Cruzes, que cheiro de mofo é esse?


Quem me conhece deve se lembrar que já fiz de tudo na blogosfera: tive um blog de games chamado Alucard Website, outro chamado Macho Gamer (Err... talvez o meu pior momento? ^_^) e depois ainda escrevi em vários sites aqui e ali. Mas em um belo dia, eu sumi: decidi desistir desse negócio de escrever sobre games. Afinal, isso seria apenas uma fase passageira, e logo eu estaria me tornando um programador hardcore que não pensaria em nada além de resolver problemas através de inúmeras linhas de instruções de computador. Nem preciso dizer que o meu plano falhou miseravelmente, certo?

Em meados de 2016, meu último ano de faculdade, tentei voltar a escrever sobre videogames de maneira mais sóbria e técnica, com postagens explicando de forma extremamente didática os detalhes curiosos de seu desenvolvimento. Criei um blog com o meu nome, Jorge Lucas, e comecei com um texto do Quake 3. Apesar de não fazer nenhum esforço para divulgá-lo, a postagem recebeu muitos acessos, mesmo em 2019. Levei algum tempo pesquisando e reunindo todas as informações necessárias, porém escrever aquele texto de forma tão sóbria, seguindo tudo o que aprendi no meio acadêmico, me rendeu um tempo de dedicação extra. Eu sempre fui um nerd bem humorado que dançava igual ao Rick Astley e tirava fotos constrangedoras abraçando um Atari 2600, mas eu estava quase tentando produzir uma pesquisa científica por postagem. Nesse ponto, eu desanimei de vez.

Ah, a puberdade... Se não for pra pagar mico, nem começo a escrever!
Mas para tudo tem um jeito, senhores! Depois de passar os últimos anos trabalhando como programador, professor e Scrum Master, decidi voltar a escrever! Claro, nunca perdi o interesse por videogames (ou não teria um Xbox One S, prometo escrever sobre ele em breve), mas esse post só está acontecendo porque eu fui no dia 25 de Maio ao Festival RGB! Sim, agora temos um evento criado com muito esforço e carinho especialmente para quem curte esses trecos velhos com resolução baixíssima que faz a criançada reclamar sem parar (e que se Deus permitir, acontecerá anualmente até o ano de 3025). Bom, nesse dia importantíssimo, finalmente conheci o "meu amigo de fé, meu irmão camarada" (se estiver lendo isso em 3025, eu juro que o Roberto Carlos estava vivinho da silva) Roberto Bechtlufft. Ele é do Rio de Janeiro e eu de São Paulo. Passamos anos conversando sobre como seria incrível nos conhecermos pessoalmente. Não sabe quem é? Poxa, é o Orakio, o GAGÁ DO FAMOSÍSSIMO GAGÁ GAMES!!!!

Grande Gagá, ou Orakio, ou ainda Roberto... O Fernando Pessoa dos retro games. Um irmão. Claro que eu chorei.
Se for possível fazer uma síntese do Gagá Games, eu diria que ele foi o primeiro site a trabalhar os temas dos retro games de forma divertida e despretensiosa. Ele era inclusivo e simpático, fazendo com que qualquer um que acessasse o site se sentisse muitíssimo bem, e louco para voltar muitas e muitas vezes. Me recordo de alguns outros sites e fóruns na época que tratavam o tema de forma elitista e babaca, como se houvesse alguma superioridade em apreciar jogos velhos. Que mediocridade, não acham? E é por isso que nenhum deles sobreviveu ao tempo. Bem feito! ^_^

Mestre Ryu! Conheço essa figuraça desde a época do Orkut... Foi uma grande surpresa encontrá-lo no evento!
Mas claro, a vida é uma caixinha de surpresas e eu também conheci o Arildo Ricardo, o lendário Mestre Ryu, que comanda o seu Santuário até hoje, firme e forte. Carioca como o Gagá, encontrá-lo pessoalmente era um sonho distante. Mas o Festival RGB reduziu as distâncias, oferecendo além de um evento divertido e inesquecível, a oportunidade de finalmente conhecer toda aquela turma que a gente passou anos conversando na internet. Foi facilmente um dos dias mais felizes da minha vida. Também conheci pessoalmente o Danilo Dias e a Thais Weiller - que estavam exibindo o seu mais novo projeto: Blazing Chrome! Encontrei o Celso e o Zemo do Defenestrando Jogos, o Juan do SnesTalgia, o Cleber Marques da WarpZone, o Igor Andrade da NVerse... e ainda vi alguns outros rostos conhecidos, como o do ilustríssimo (e ainda assim, humilde e sempre tão educado) Fabio Santana! Infelizmente não tirei fotos com todos, mas segue alguns registros da ocasião:

O grande Cleber Marques! Que pessoa simpática, todo mundo deveria conhecê-lo um dia. E a WarpZone dispensa apresentações, é uma das melhores revistas do universo.
Comprei uma edição da NVerse e não me arrependi! Que surpresa maravilhosa, tem toda a pinta da Nintendo World. O Igor e a sua turma batem um bolão quando o assunto é Nintendo!
Thais Weiller, esposa do Danilão e cabeça da JoyMasher! Foi até difícil tirar uma foto com ela de tanta gente querendo experimentar o Blazing Chrome.
Danilo Dias, marido da Thais e também cabeça da JoyMasher! Nos conhecemos faz anos... Precisei me disfarçar de vendedor de cachorro-quente e esperar ele sentir fome para despistar a multidão louca por Blazing Chrome.
Juanito do canal SneStalgia! Figuraça, sempre muito seduzente e simpático. O canal dele é sensacional, recomendo demais!
Para resumir uma "longa história curta", depois disso eu ainda reencontrei o Gagá na BGS (Brasil Game Show), finalmente conheci a sua famosíssima esposa, a Fafá... Aliás, que tal algumas fotos dessa ocasião tão especial?

Gabriel Leocádio, também conhecido como "Buxim Chei"! Lenda no Twitter, nos conhecemos na época da faculdade e sempre aprontamos todas quando nos reunimos! Por sorte, dessa vez ele compareceu tanto no Festival RGB quanto na BGS. 75% de todas as fotos foram tiradas por ele.
Reencontrei o Gagá e finalmente conheci a sua amada Fafá! Outro dos dias mais felizes da minha vida. Eles são a minha família também :)
Depois de tantas experiências maravilhosas, eu já estava no embalo dos retro games de novo. Todas as conversas e situações culminavam no retorno deste site, mesmo que fosse de uma forma diferente. Por exemplo: durante o meu sumiço, vendi todos os videogames antigos que possuía para financiar meus estudos. Porém, euzinho aqui passei meses estudando curiosidades técnicas de jogos (eu sei, é um hobby esquisito... Mas eu estou solteiro, me deem um desconto), e recentemente tive uma súbita vontade de adquirir um... Sega Saturn? Sim, o console que tem o maior número de histórias curiosas, bizarras e interessantes sobre programação de jogos por metro quadrado!

Trarei muitas coisas bacanas de Sega Saturn, meu mais novo "video game favorito do verão"
Fonte: https://www.sega-brasil.com.br/Tectoy/Arquivo:Lancamento_Saturn_SAT.jpg
Bom, eu tinha que voltar em grande estilo, por isso encomendei com o Leandro Cruzes (ilustrador de várias edições da revista WarpZone) um avatar meu. E é claro que eu tinha que deixá-lo ainda mais extravagante, por isso pedi para ele me ilustrar usando uma armadura que lembrasse bastante a de um certo super-herói da Marvel... Acrescentei um pouco de birutice com trocadilho ruim e "TCHA-RÃ", assim nasceu o Homão de Ferro!

Ok, já chega de memes de 'Os Vingadores'! Prometo que esse será o último... Hoje.
Quero fechar esse post de recomeço prometendo a todos os leitores que teremos várias postagens bacanas. Já tenho alguns textos engatilhados, portanto aguardem novidades já nas próximas semanas. Não vou mais manter um tom tão sério (que não combina comigo), mas capricharei (e muito) nas pesquisas de todo o conteúdo que for sendo trazido para cá.

Eu nunca consegui ser apenas aquele cara super fino e educado, que parece falar com elegância até as coisas mais terríveis. Eu sempre fui engraçadinho também, que nem o Tony Stark. Como consequência, alguns riem, outros odeiam, mas eu não busco unanimidade. O que eu quero é, de uma forma ou de outra, fazer a diferença.

E é isso aí.

I'm Iron Dude, man. :)

Um comentário:

  1. Maaaaano. Isso sim foi a maior surpresa da Blogsfera de 2019. Ter seu retorno firme e forte me faz muitíssimo feliz. Muito me identifico com o jeito mais solto na hora de escrever, essa linguagem mais séria deixa a gente preso e cheio de regras. Afinal, precisamos nos divertir também. Haha! Já bate aquela nostalgia (quem diria, eu com saudades de alguns anos da década 2000). Estamos juntos, sempre.

    ResponderExcluir